Pesquisa diz que colocar horários para trabalhar aumenta a produção

Pesquisa diz que colocar horários para trabalhar aumenta a produção

A ausência de limites entre a vida particular e a do trabalho atrapalha a produção e a saúde dos funcionários.

A tecnologia vem rompendo todas as fronteiras entre serviço e casa há muitos anos, porém esses tempos de hoje aumentou a velocidade desse procedimento. Depois disso, as residências se transformaram em um lugar de obrigações impossíveis.

Nosso prazer em descansar e estar com nossa família bate de frente com as obrigações de cuidados do trabalho e de serviço, tudo em um mesmo lugar. A irritação é bem possível e põe em perigo as equipes de resgate e diminuição de produção.

Uma pesquisa recente realizada por especialistas da Universidade de Illinois motiva as pessoas a colocarem horários em suas vidas profissionais. O estudo confirma que, se os trabalhadores tiverem controle sobre os interrompimentos da vida pessoal durante o trabalho, eles poderão lidar melhor com o nervosismo. E isso resulta em produção quando eles se envolvem de novo com o serviço.

A esperança de que poder realizar serviços em qualquer local nos faz realizar mais coisas isso é tudo mentira e ilusão.

É uma falha simples de se cometer. Porém os afazeres que rondam nossos celulares de fato cresce o nível de estresse. De verdade, o time que é o responsável pelo estudo de estresse ocupacional e o bem-estar dos trabalhadores diz que os alertas do Smartphone geram “altos nervosismos”.

Isso ajuda para o sentimento negativo, reflexão sobre as atividades do serviço e sono ruim. Quando as pessoas estão sob uma cultura que obriga a disponibiliza a toda hora, elas iniciam a temer o serviço.

O nervosismo no serviço piora se trabalharmos a qualquer hora do dia

A perda de produção no serviço ligado ao estresse crônico tem sido muito estudado. Porém o corpo de estudos também tem crescido no que se diz a respeito à questão específica das demandas fora do tempo de serviço.

De acordo o coautor do estudo Yihao Li, professor de relações trabalhistas, de tal astro está se transformando cada vez mais essencial para os funcionários.

Veja dicas de como crescer a sua produção

Todos nós entendemos a praticidade com que somos chamados para responder algum e-mail do nosso supervisor ou liquidar um problema para nosso amigo de serviço rápida.

Isso pode carregar só alguns minutos ou pode nos carregar a um buraco de complexidade, porém cada parada inesperada afeta nosso tempo de descanso. É dessa forma que nossa mente trabalha.

O grande problema é exponencial para nosso país, que põe o cotidiano de descansar de seus filhos em espera para lidar com as entregas do serviço.

Para o filho que não espera o e-mail de serviço dos pais, o evento é negativo. Elas se tornam mais agitadas e exigentes, uma vez que não tem o conhecimento de contar com total disponibilidade de seus pais.

Os efeitos são altos nervosismos dentro de casa.

A conveniência dos aparelhos tecnológicos vale o preço de nossa saúde mental, a não ser que agente tenha um controle sobre as barreiras entre a vida pessoal e não profissional.

Segundo o co-autor da pesquisa YoungAh Park, “a maior parte das pessoas não pode realizar serviços sem um celular, tablet ou computador. Essas tecnologias são tão presentes e convenientes que podem resultar em algumas pessoas a analisar que os trabalhadores necessitam estar sempre dispostos ou prontos para prestar serviço.

De forma clara, esse meio de instrução depois do horário de serviço no domínio da vida pessoal não é tão bom, e nossa busca mostra que uma pessoa sempre disposta tem uma enorme desvantagem na maneira de aumento de estresse em seu serviço”, falou ela em uma entrevista imprensa.

Se você gostou desse post e deseja ver mais informações sobre blog de empregos veja isso e muito mais e entre outras informações em nosso site!